Saúde

Farmacêutico alerta para o uso indevido de antibióticos

De 18 a 24 de novembro, acontece a ‘Semana Mundial de Conscientização Sobre o Uso de Antibióticos’.

18/11/2020 15:44:52
Reprodução

A campanha visa aumentar a conscientização global sobre a resistência a antibióticos e incentivar as melhores práticas entre o público em geral.

Pensando nisso, o Conselho Regional de Farmácia de Mato Grosso (CRF-MT) entrevistou o farmacêutico, Carlos Henrique Gomes Lima para abordar sobre o tema.

Carlos Henrique Gomes Lima é formado em Farmácia pelo Centro Universitário de Votuporanga (SP), especialista em Farmacologia e Interações Medicamentosas. Possui um canal no Youtube, onde dá dicas sobre saúde. O nome do canal é ‘Informe-se com o farmacêutico’.

O farmacêutico explica que no Brasil, o uso irracional dos medicamentos é fortemente influenciado por questões como a automedicação e a propaganda e publicidade tendenciosas, que como consequência podem ocasionar intoxicações e até mesmo mortes.

Como todo profissional da saúde, o farmacêutico é considerado um educador capacitado na ajuda ao combate do uso indiscriminado de medicamento e automedicação. Na saúde pública, essa aptidão deve ser ainda mais intensa, considerando a diversidade de paciente com os quais terá que lidar.

“Atualmente, os antibióticos são muito utilizados, mas nem sempre da melhor maneira, dando origem a uma grande ameaça para a saúde pública. Isso faz com que crie bactérias resistentes a esses medicamentos. Por isso, é muito importante adotar vários cuidados com a sua administração e fazer o uso somente em caso necessário e prescrito por um profissional de saúde”, destaca Carlos Henrique.

Desde a sua descoberta, os antibióticos têm sido fundamentais na medicina moderna. No entanto, seu uso excessivo e persistente na saúde incentivou o surgimento e a disseminação da resistência a antibióticos, que ocorre quando as bactérias se tornam resistentes aos medicamentos usados para tratá-las.

O farmacêutico relata que a maioria da população tem conhecimento sobre esta classe de medicamento e sabe dos seus efeitos, porém continuam se automedicando com a finalidade de alcançar mais rapidamente a melhora da sua enfermidade, e essa prática acaba acarretando a esse problema mundial que estamos vivendo, do surgimento de novas bactérias e tratamentos sem sucessos.

O que são os antibióticos?

São substancias que podem ser de origem natural ou sintética que tem como finalidade impedir o crescimento bacteriano e/ou destruir as bactérias presentes no organismo.

Em que situações devem ser tomados antibióticos?

Apenas em diagnósticos de doenças onde o quadro infeccioso seja de origem bacteriana, esse diagnóstico deve ser feito única e exclusivamente por um Médico.

Todos os antibióticos são iguais?

Não, temos duas principais divisões, onde de um lado se encontram os bacteriostáticos nos quais atuam impedindo o crescimento e proliferação de bactérias, e do outro lado os bactericidas nos quais atuam destruindo as bactérias já existentes, e dentro desses dois grandes grupos eles são subdivididos ainda de acordo com sua característica química onde temos inúmeras classes.

Quais as consequências de uma má utilização dos antibióticos?

As principais consequências são uma cura mal feita da doença onde aumentam as chances de uma recidiva e além da chance grande de uma possível resistência bacteriana ao antibiótico usado de maneira irregular

Quais os perigos das bactérias resistentes a antibióticos?

Devido ao mal uso dos antibióticos já existem as super bactérias, são conhecidas pela alta resistência a maioria dos antibióticos, essas bactérias são contidas apenas por alguns antibióticos fortíssimos e restrito a uso hospitalar, portanto se não nos conscientizarmos é bem provável que o número dessas super bactérias comece a aumentar oferecendo sério risco a saúde pública.

Por que os antibióticos devem ser tomados sempre no mesmo horário?

Os antibióticos bem como qualquer outra classe de medicamento, tem um tempo de meia vida, ou seja, tempo no qual ele está em concentrações elevadas no nosso organismo, além disso todo medicamento tem uma concentração mínima terapêutica, dentro disso é necessário seguir os horários corretos para que o organismo não fique tempo algum sem a concentração mínima terapêutica no organismo para que não prejudique o tratamento

Tomar muito antibiótico durante a infância faz mal?

Sim existem vários estudos a níveis mundiais nos quais indicam vários problemas para crianças que utilizam muito antibióticos, o primeiro deles é o risco do aumento da resistência bacterianas a tratamentos com antibióticos, no entanto existem outros problemas como por exemplo problemas intestinais devido a flora intestinal prejudicada, e até problemas metabólicos.

Por que eles não são vendidos sem receita?

uso de antibióticos passou a ter necessidade da apresentação da receita como medida para tentar frear as resistências bacterianas, principalmente por que se usava muitos antibióticos sem necessidade, por exemplo para tratar quadros de infecções virais, portanto apenas o médico pode prescrever, e ele normalmente faz após uma criteriosa avaliação do quadro.

O que é a resistência aos antibióticos, porque e quando acontece?

A resistência aos antibióticos é quando a bactéria consegue criar mecanismos para se defender os medicamentos que estão sendo usados para mata la, ela normalmente sofre mutações nos quais a tornam mais resistentes e em alguns casos indestrutíveis com o uso de certos antibióticos, isso ocorre devido a má utilização dos antibióticos.

Quando se toma antibiótico deve evitar algum alimento?

Sim existem alguns cuidados a serem tomados, existem inúmeras associações prejudiciais por exemplo a Tetraciclina é contra indicada com produtos lácteos, e é costume de muitos utilizar antibióticos e tomar com leite, neste caso ele forma um quelato insolúvel e passará sem ser absorvido pelo organismo, é preciso se orientar com seu Farmacêutico de confiança, cada classe tem sua especificidade portanto uma boa orientação é imprescindível para um tratamento de qualidade.

Qual a importância do farmacêutico no tratamento com antibióticos?

O Farmacêutico é um profissional extremamente relevante não só no tratamento com antibióticos como em tudo que é ligado com sua saúde, um Farmacêutico ético e consciente pode elevar muito a qualidade de vida de seus clientes, orientando sempre a melhor maneira de cuidar da saúde, portanto a sociedade deve olhar para esses profissionais não apenas como “comerciantes” e sim como agentes de saúde, gratuitos e acessíveis.


Redação
Fonte: Assessoria / Soraya Medeiros



Outras Notícias Relacionadas